Anuncio 2
Senado Federal

Sessão especial vai comemorar 200 anos da imigração alemã

O Senado vai promover uma sessão especial para celebrar os 200 anos da imigração alemã no Brasil. O requerimento para a celebração ( RQS 115/2024 )...

03/04/2024 18h13
Por: Redação
Fonte: Agência Senado
Flávio Arns (à dir., com Hamilton Mourão) é o autor da proposta de homenagem - Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
Flávio Arns (à dir., com Hamilton Mourão) é o autor da proposta de homenagem - Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O Senado vai promover uma sessão especial para celebrar os 200 anos da imigração alemã no Brasil. O requerimento para a celebração ( RQS 115/2024 ), apresentado pelo senador Flávio Arns (PSB-PR) e outros senadores, foi aprovado no Plenário nesta quarta-feira (3). A data da sessão especial ainda será agendada pela Secretaria-Geral da Mesa (SGM).

Em seu requerimento, Flávio Arns lembra que há 200 anos “um corajoso grupo atravessou o oceano em busca de novas oportunidades e um lar em terras brasileiras”. Ele registra que foi em 25 de julho de 1824 que a primeira leva com 39 imigrantes de língua alemã chegou à Província de São Pedro do Rio Grande, no Rio Grande do Sul, marcando a fundação da então colônia (hoje município) de São Leopoldo. A partir daí, destaca o senador, o Rio Grande do Sul e o Brasil receberam levas numerosas de imigrantes que trouxeram consigo valores, conhecimentos e tradições que enriqueceram o país.

De acordo com o requerimento, os imigrantes alemães contribuíram imensamente para o desenvolvimento do Brasil, seja nas áreas da agricultura, indústria, educação ou ciência. O documento também aponta que eles trouxeram técnicas avançadas de cultivo, introduzindo novas culturas e impulsionando a produção agrícola. Além disso, registra o requerimento, a herança cultural alemã influenciou a nossa arquitetura, música, culinária e política, entre tantas outras contribuições.

Para Flávio Arns, a celebração do bicentenário da imigração alemã “nos convida a refletir sobre a importância da diversidade e do respeito às diferentes origens culturais”. O senador ainda pede que o país honre e valorize “a herança deixada pelos imigrantes de língua alemã, reconhecendo a sua contribuição para o Brasil e para a construção de uma sociedade mais plural e inclusiva”.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários