• marketing.liderfm@gmail.com
  • (61) 3434.3406 (61) 99321.9363
News Photo

Ala do União Brasil desiste de impugnar filiação de Moro, e partido fala que projeto do ex-juiz é em SP

  • GDF
  • Abril 03, 2022

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O União Brasil divulgou neste sábado uma nota unificada de sua direção que ao mesmo tempo em que desiste de questionar a filiação de Sergio Moro ao partido, também ressalta que o projeto político do ex-juiz é em São Paulo.

"O União Brasil tem na sua essência a defesa da democracia. Nascemos pautados pelo respeito ao espírito colegiado, e seguiremos assim na tomada de todas as decisões internas", diz o partido, que rachou nos últimos dias em relação à filiação de Moro.

E prossegue: "O ex-ministro Sergio Moro é um homem íntegro, capaz de enriquecer, junto às demais lideranças partidárias, a discussão sobre o futuro que almejamos para o país. Sua filiação ao União Brasil tem como objetivo a construção de um projeto político-partidário no estado de São Paulo e facilitar a construção do centro democrático, bem como o fortalecimento do propósito de continuarmos crescendo em todo país".A nota é assinada pelo presidente do partido, Luciano Bivar, que defende internamente uma possível postulação presidencial de Moro, pelo secretário-geral ACM Neto, que lidera a ala contrária à candidatura do ex-juiz a presidente, e pelo primeiro-vice-presidente da sigla, Antonio Rueda.

Neto lidera o grupo do DEM no União Brasil, que é resultado da fusão do DEM com o PSL. Embora sejam em menor número, os dirigentes do ex-DEM têm, no conjunto, poder de veto nas decisões da sigla.

Nos bastidores, a intenção desse grupo se mantém, ou seja, de não permitir uma candidatura presidencial de Moro, o que é sinalizado na parte da nota que fala sobre o foco em São Paulo.

Já aliados do ex-ministro disseram ter visto com bons olhos a nota conjunta desse sábado, afirmando que conseguiram debelar a ameaça de que Moro tivesse a filiação anulada, o que o tiraria da disputa eleitoral desse ano --o prazo para filiação de pré-candidatos a partidos se encerra neste sábado (2).Além disso, dizem, a parte final da nota, que fala em "facilitar a construção do centro democrático, bem como o fortalecimento do propósito de continuarmos crescendo em todo país", indica, segundo eles, que a possibilidade da candidatura presidencial permanece de pé.   fonte   folha

Compartilhar

Comentários

Fale com a diretoria. Você gostaria de enviar uma mensagem diretamente, com sugestões, ideias ou mesmo críticas?