• marketing.liderfm@gmail.com
  • (61) 3434.3406 (61) 99321.9363
News Photo

Hora do adeus: tutores do DF já contam com crematório para pets

  • GDF
  • Outubro 16, 2021

O momento de despedida de quem amamos não é um processo fácil. Tratando-se de pets, a desinformação pode complicar ainda mais a situação delicada, pois nem sempre fica claro sobre como proceder após a morte do animal.Enterrar o pequeno companheiro em casa (ou em algum outro terreno) e descartá-lo em local inapropriado é crime ambiental, de acordo com o artigo 54 da Lei nº 9.605. A punição pode ser uma multa e reclusão de até quatro anos.

Proibido anteriormente no Distrito Federal, o serviço de cremação agora está mais perto de casa para os tutores de pets.

A empresa Ambiental Pet recebeu a Licença Ambiental Simplificada do Instituto do Meio Ambiente e de Recursos Hídricos do Distrito Federal (Ibram) para começar a realizar as atividades de cremação de animais já nessa semana. A liberação foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) de sexta-feira (15/10).

O empresário Baruc Caput Leite, 37 anos, é responsável pelo empreendimento. Ele conta que, por enquanto, atende três clínicas veterinárias do Plano Piloto. A loja fica localizada na Zona Rural da região de Sobradinho, na altura dos Km 17 ao Km 19 da Rodovia DF-440.

Como funciona

Ele explica que o serviço pode ser convencional (a fogo) ou a água. Em ambos, o animal é recolhido na clínica veterinária ou na casa do tutor e levado para a um refrigerador e é congelado por um dia.

No caso do processo convencional, a câmara é pré-aquecida à 500°C e o processo dura cerca de 1h a depender do porte do animal. Em seguida, os restos de carbono passam por um processo de moagem e as cinzas são colocadas em uma urna e entregue de volta ao tutor.No caso do processo a água, o corpo animal é submetido a um jato de alta pressão com adição de um solvente alcalino que realiza a dissolução dos restos mortais do pet. Assim como no convencional, o restos de carbono passam pelo processo de moagem e as cinzas são entregues em uma urna ao tutor.

O processo de cremação a água é menos danoso ao meio ambiente do que o convencional, bem como mais caro. Os processos custam de R$ 600 a R$ 3 mil reais, a depender do tipo de cremação e do porte do animal.   fonte   metropoles

Compartilhar

Comentários

Fale com a diretoria. Você gostaria de enviar uma mensagem diretamente, com sugestões, ideias ou mesmo críticas?